Não basta ter uma ideia; é preciso colocá-la em contato com clientes e testá-la, várias vezes, até que ela se torne relevante.

Quando eu era criança, o acesso a música era muito mais limitado do que hoje em dia. Havia os programas de rádio, que tocavam músicas de acordo com sua programação pré-definida, repetindo 80% do tempo apenas 20% dos artistas “do momento”. A outra opção para ter acesso a música eram as lojas de discos ou CDs, onde íamos normalmente explorar novidades ou comprar álbuns de artistas consagrados. Eu adorava passar longas tardes nessas lojas, ouvindo álbuns recém-lançados em busca do próximo sucesso. Mas, todos sabemos, o mundo mudou. Atualmente, com o Spotify trazendo novas músicas automaticamente e de maneira direcionada aos nossos gostos, não precisamos mais ir a uma loja caçar lançamentos e comprar um pedaço de plástico que nos garantirá o acesso a essa música para sempre. Simplesmente pagamos mensalmente para ter acesso a praticamente todas as músicas do mundo.

Tags: