Servitização (parte 2/3): Mapeamento de Servitização

Conforme clientes se tornam mais exigentes, a guerra de preços continua e a competição se intensifica, as indústrias são forçadas a adotar modelos de negócios que aumentem seu faturamento, tragam fontes de receitas mais sólidas e deem lucros maiores.

Conforme discutido na Parte 1 deste whitepaper, servitização é uma estratégia promissora para efetivamente se redesenhar modelos de negócios de fabricantes de produtos em direção a receitas correntes e lucros mais sólidos. A servitização vem acompanhada de grandes desafios, dentre os quais apontar para a correta estratégia de servitização é o maior. Uma estratégia de servitização claramente definida é comprovadamente essencial para que indústrias lucrem com seus esforços e investimentos em direção à servitização. Neste segundo whitepaper, introduzimos o mapeamento de servitização; uma ferramenta para indústrias em um ambiente B2B (business to business) que auxilia a criação de uma visão geral das ofertas existentes de serviços na companhia e no mercado. Por meio desse mapeamento, empresas são capazes de explorar o espaço de soluções no qual novas ofertas de serviços podem ser desenvolvidas.

Baixe nosso PDF: Servitização (Parte 2/3)

Por Livework Insight em parceira com Anna van der Togt

Tags: